O vaso rachado

O vaso rachado

Uma velha chinesa tinha dois grandes vasos, cada um suspenso na extremidade de uma vara que ela carregava nas costas. Um dos vasos era rachado e outro era perfeito. Todos os dias ela ia ao rio buscar água, e ao m da longa caminhada do rio até a casa o vaso perfeito chegava sempre cheio de água, enquanto o vaso rachado chegava meio vazio. Naturalmente o vaso perfeito tinha muito orgulho do seu próprio resultado e o pobre vaso rachado tinha vergonha do seu defeito, de conseguir só fazer a metade daquilo que deveria fazer. Ao m de dois anos, reetindo sobre sua própria amarga derrota de ser rachado, durante o caminho para o rio o vaso rachado disse à velha: ” – Tenho vergonha de mim mesmo, porque esta rachadura que tenho faz-me perder metade da água até a sua casa… :A velha sorriu: – ” Reparaste que lindas ores há no caminho, somente no teu lado?” Eu sempre soube do teu defeito e portanto plantei sementes de ores na beira da estrada do teu lado. Todos os dias, enquanto voltávamos do rio, tu regavá-las Foi assim durante dois anos, pude apanhar belas ores para enfeitar a mesa e alegrar o meu jantar. Se tu não fosses como és, não teria tido aquelas maravilhas na minha casa.” Cada um de nós tem seu próprio defeito, mas é o defeito que cada um tem, que faz com que nossa convivência seja interessante e graticante. É preciso aceitar cada um pelo que é, e descobrir o que há de bom nele!
Ame as pessoas com seus defeitos, e ore para que esse defeito seja transformado em Benefício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *